A propósito da lombalgia ou dor de costas…

Acessos: 312

A lombalgia afecta 80% dos pacientes com idade superior aos 40 anos
A lombalgia afecta 80% dos pacientes com idade superior aos 40 anos

A dor nas costas è um dos motivos de consulta mais frequentemente  nos meus pacientes de Ortopedia, quatro em cada cinco adultos, segundo as estatísticas, sofrem  dor de costas pelo menos uma vez na vida, eu penso que é mais do que isso. A seguir aos resfriados, a dor de costas é a causa mais frequente faltas ao serviço em maiores de 45 anos.

A coluna lombar  é uma estrutura complexa que liga a parte superior do corpo (que inclui tórax e braços) com a parte inferior do corpo (que inclui bacia e as pernas), a esta zona da coluna exige-se mobilidade e força ao mesmo tempo, movimento e estabilidade para possibilitar a marcha ou poder sentar – se, levantar objectos pesados, etc. Um funcionamento apropriado da coluna é  essencial para as actividades diárias.

 Quais são as causas mais frequentes de dor lombar baixa?

Existem muitas causas de dor lombar, algumas directamente relacionadas com problemas intrínsecos da coluna e outras como resultado de distúrbios em órgãos vizinhos

Causas vertebrais mais frequentes:

Entorses e desgarros
Os ligamentos da parte baixa das costas servem para ligar as cinco vértebras lombares, alem de prover suporte para grupos musculares. Um movimento repentino ou com muita força, pode lesar um dos ligamentos já enfraquecido ou rígido em indivíduos sedentários ou com maus hábitos posturais.

Prolapso do disco intervertebral (Hérnia de disco)
Entre duas vértebras, existe uma estrutura fibrosa chamada disco intervertebral. Este é formado por um núcleo gelatinoso rodeado de um anel fibroso. Após os 30 anos de idade, o anel fibroso se desidrata e começa a  ter fissuras e rachaduras. Se uma destas fissuras for suficientemente amplia como para permitir a saída de material do núcleo se produz uma hérnia discal. A protuberância do disco pode entrar em contacto com a raiz nervosa do segmento específico, pressionar e provocar dor intensa.

 Alguns factores podem aumentar as probabilidades de que ocorram uma lesão de este tipo:

Falta de condicionamento físico
Sobrepeso
Habito de fumar
Maus hábitos posturais
Uso de calçado inadequado
Uso de um colchão inadequado
Esforço repetitivo

Qual é o melhor tratamento?
Nem sempre é possível encontrar a causa específica da lombalgia, mesmo assim, a maioria dos pacientes com dor nas costas podem ser eficazmente tratados, quer pelo médico especialista em ortopedia quer pelo clinico geral.

O tratamento descansa principalmente no repouso relativo, analgésicos – antinflamatorios e algum tipo de terapia física em determinados casos. A maior parte dos estudos demostra que o repouso absoluto retarda a cura, o paciente deve ser estimulado a reiniciar suas actividades assim que a dor o permita. Nesta fase é recomendado utilizar algum tipo de suporte externo para dar mais estabilidade ao segmento afectado e facilitar o início da marcha.

Ver lombostatos na Ortopedikus…

Uma vez que a dor esta controlada, deve iniciar-se um programa de reabilitação que deve incluir o fortalecimento dos músculos paravertebrais e os abdominais, exercícios de alongamento, baixar de peso, abandonar o hábito de fumar e incorporar medidas de reeducação da postura. As mulheres deveram restringir o uso de sapatos com salto, devido a que aumentam a sobrecarga nas articulações intervertebrais da região lombar.

Quando a cirurgia?
Afortunadamente mesmo casos graves podem ser tratados sem cirurgia. Quando existe risco evidente de lesão neurológica irreversível ou se a dor não desaparece com as medidas conservadoras e degrada seriamente a qualidade de vida  do paciente pode se recomendar  algum procedimento cirúrgico. Em geral, a cirurgia tem indicações muito específicas e  em última instância só será realizada após uma análise criteriosa do cirurgião e do consentimento seu.