Ortopedistas são os especialistas melhor remunerados nos EE.UU

Ortopedistas são os especialistas melhor remunerados nos EE.UU

Acessos: 1156

Ortopedistas entre os medicos melhor pagos nos EUA

Ortopedistas entre os medicos melhor pagos nos EUA

Uma análise recente confirmou aos médicos entre os profissionais mais bem pagos nos EUA, batendo advogados, desenvolvedores de software e gerentes de finanças. Porém, há muitos tipos diferentes de médicos,  desde cirurgiões ortopédicos até urologistas e as remunerações totais variam muito, dependendo da especialidade.

Então, quais são as especialidades as taxas de remuneração mais altas nos dias de hoje ?

Ortopedistas estão no topo da lista, remuneração média anual de US $ 443.000, tendo em conta salário, bónus, e as contribuições de participação nos lucros, de acordo relatório de compensação medica de 2016 do Medscape. Cardiologistas e dermatologistas vêm em segundo e terceiro lugar, registrando uma remuneração anual total de US $ 410.000 e US $ 381.000, respectivamente.

Os menos remunerados foram os pediatras, cerca de US $ 204.000 por ano.

Medscape recolheu os dados salariais de mais de 19.000 médicos em 26 especialidades nos EUA, a fim de analisar as tendências de pagamento actuais e a satisfação do médico.

Os médicos passam anos de formação e o desenvolvimento de habilidades especializadas exigem uma taxa de remuneração mais elevada. A taxa de remuneração mais elevada nem sempre corresponde às horas e anos de treinamento necessários. Alguns médicos, como os neurocirurgiões, passam mais de  seis a oito anos de residência antes mesmo de levar para casa um salário gordo. Enquanto outros, como cirurgiões plásticos, passam unicamente de cinco a seis anos de residência.

O grau de formação necessário para cada especialidade não necessariamente alinha a remuneração total. Mesmo dentro de especialidades altamente remunerados, há uma grande variedade entre os médicos individualmente, observa Medscape .

” Dentro dessas especialidades é provável que exista uma grande variedade de receitas, já que ambas, ortopedia e cardiologia incluem sub-especialidades cirúrgicas, que tendem a tornar significativamente maior os ganhos do que os seus homólogos generalistas “, disse Medscape.

Além do dinheiro, os médicos também tem uma série de razões pelas quais podem ou não estar satisfeitos seus empregos.

Quase 34 % disseram que a gratidão dos pacientes é a parte que mais recompensa do seu trabalho, enquanto outro 32% disse que era encontrar respostas para diagnósticos difíceis.
Cerca de 12 % disseram que a parte mais gratificante foi saber que eles estão fazendo do mundo um lugar melhor.

Finalmente, parece que não é apenas o dinheiro e pelo menos 64 % dos médicos entrevistados disseram que iriam escolher medicina como carreira se o tivessem que fazer novamente.