Acessos: 131

Sexta-feira no BO. Só se for urgência..

Muitos cirurgiões, eu entre eles, não gostam operar na Sexta-feira. A gente tem a impressão de que na Sexta tudo pode correr mal comprometendo o fim-de-semana do paciente, dos familiares e do cirurgião.

Desde o internato aprendemos a não programar cirurgias electivas depois da quinta feria. O que não pode ser operado ate Quinta-feira fica para a próxima semana, se for possível protelar.

Pensei que tinha algo de superstição ate agora. Por acaso me deparei com um artigo da revista inglesa de medicina (British Medical Journal) acerca do assunto, e parece que a estatística sustenta esta conducta.

O estudo recolhe o número de mortes ocorridas em hospitais do UK entre 2009 e 2011. Neste intervalo de tempo, foram internados para procedimentos cirúrgicos 4 133 346 pacientes, deles, 27 582 faleceram nos 30 dias posteriores à cirurgia. A mortalidade foi do 6,7/1000 cirurgias feitas. O 4.5% das cirurgias foram realizadas durante o fim-de-semana.

Confirma-se que o risco de morte após uma cirurgia aumenta progressivamente segundo avança a semana. Comparativamente, existe 40% mais de possibilidades de morrer se for operado na Sexta-feira do que se for na Segunda-feira. Durante o fim-de-semana o risco sobe para os 80%, sim, tem quase um 100% mais de risco de morrer se programar sua cirurgia para fim-de-semana.

O facto de incluir as mortes ocorridas dentro dos 30 dias pós cirurgia, inclusive de pacientes com alta, elimina o “bias” ou tendência a contabilizar só as mortes intra-hospitalares. Todavia, sendo um estudo retrospectivo, é um pouco difícil conferir o grau de complexidade das cirurgias feitas no fim-de-semana, embora parece, que grande parte delas tinham menor risco do que as realizadas no início da semana.

Não se esclarecem as causas deste comportamento. De facto  as complicações pós-operatórias mais serias acontecem nas primeiras 48 horas. Durante o fim-de-semana quase sempre há menos pessoal, consequentemente tem menos serviços de apoio e menor qualidade de atendimento.

Em muitos hospitais, o pessoal com mais experiência e capacidade de decisão, não trabalha fim-de-semana. Talvez isto complique um pouco o resgate de pacientes com complicações pós-operatórias graves neste este período.

Seja qual for a causa destas estatísticas, elas  no mínimo, não mentem. Sexta, Sábado e Domingo, definitivamente não são dias recomendados para se operar de uma hérnia umbilical, colocar uma prótese do joelho ou endireitar um  joanete. Aguarde um pouco, nada disso é urgente. De preferência faça a cirurgia na Segunda, na Terça-feira ou ainda na Quarta. Repare que  isso não vá mudar o tipo de procedimento. Por outro lado, o azar não custa.

Bibliografia
Aylin P., Alexandrescu R., Jen MH., et al. Day of week of procedure and 30 day mortality for elective surgery: retrospective analysis of hospital episode statistics. BMJ 2013;346. Doi: 10.1136/bmj.f2424.