Conheça a nova abordagem da dor crónica

Conheça a nova abordagem da dor crónica

17/11/2019 Não Por Dr. Santiago Castillo Avila

Acessos: 45

A dor sempre foi objecto de estudo do ser humano e tem um caráter subjectivo, podendo ser compreendida de forma diferente por cada pessoa. Enquanto a dor aguda é um sintoma de alerta e está relacionada a afecções traumáticas infecciosas ou inflamatórias, sendo bem definida e transitória, a dor crónica é caracterizada como aquela que persiste além do tempo necessário para a cura da lesão, um processo limites mal definidos, sendo, deste modo, uma doença em si própria.

A Terapia Cognitiva (TC) ou Terapia Cognitiva Comportamental (CBT) foi desenvolvida pelo Dr. Aaron T. Os fisioterapeutas ajudam os pacientes a superar as dificuldades, principalmente a dor, trabalhando seus pensamentos, comportamentos e reacções emocionais.

O fundamental é procurar entender o problema apresentado, a situação actual da vida, o funcionamento global do indivíduo ao longo do seu desenvolvimento, suas experiências traumáticas observando como ele organiza a sua própria história como se relaciona as pessoas, os seus principais conflitos e principalmente como se relaciona o sintoma da dor, ou seja que compreensão ele traz da dor e que significado ela assume em sua vida.

A TCC busca identificar os sentimentos e padrões de pensamento que estão por trás do sofrimento, e aprofunda sua actuação buscando crenças centrais e as histórias que levam o indivíduo se comportar de determinada maneira.

Pautada no modelo biopsicossocial, é uma nova abordagem terapêutica que contempla factores cognitivos, comportamentais, físicos e emocionais no tratamento das dores cervicais e lombares cronicas incapacitantes. É uma abordagem multidimensional bastante flexível, individualizada, personalizada e enfoque na restauração da função.